1 e 1/2

Ela me faz acordar de madrugada.
Ela não me deixa comer comida quente.
Ela mancha as minhas roupas.
Ela não me deixa assistir novela.
Ela me faz assistir mil vezes o mesmo dvd infantil.
Ela me deixa enlouquecida.


Há 1 ano e meio que ela chegou na minha vida.
Há 1 ano e meio que eu sou completamente feliz.


Créditos.

Responsável pelo novo visual do blog: Giselle Carvalho do Gnh Studio Design
Responsável pela beleza da Analu: Mamãe e Papai
Responsável pelo novo visual da Analu: Cabeleireira do Dr. Cabelo

Novo visual.

E não é só o blog que está de cara nova. Pequeninha aproveitou o embalo da mudança e passou no salão para ficar ainda mais linda com um novo corte de cabelo...


E aí, como eu fiquei??

A comunicação.

Ai genteS,  preciso contar que estou em estado de graça!
Finalmente cheguei na fase onde consigo entender o que minha filha quer. Finalmente estamos nos comunicando muito bem.

Todo mundo sabe que quando um neném só chora ou então só resmunga e a gente não tem a mínima ideia do que ele quer, é agonizante. Isso sem contar os casos desesperadores... Muitas vezes a Analu chorou e eu tentei dar leite, comida, trocar fralda, tirar ou colocar roupa, brincar, pular, rolar e dar a patinha e nada funcionava. Em último caso, bem último caso mesmo, o jeito era apelar para o paracetamol. E se nem ele desse certo eu me jogava da janela eu acabava chorando junto.
É gente, mãe sofre!!

Mas não estamos aqui para falar de sofrimento, onde eu quero chegar com todo esse drama é que isso passa. Sim, passa! Mamães do meu Brasil (e também fora dele), não se descabelem, uma hora a tortura acaba! Pra mim demorou mais ou menos 1 ano e 5 meses, quem sabe vocês tenham mais sorte e essa fase chegue antes. O jeito é  respirar fundo, ter calma e esperar o tempo passar.

Para vocês terem ideia do grau da nossa comunicação, hoje a Analu avisa quando quer chupeta, quando fez cocô, quando tá com dor, quando tá com fome (nesse caso ainda existem as diferenciações) ela pede comida, mamadeira, iogurte, mingau. Enfim, é uma maravilha! Então é isso, minha filha virou moça e ultimamente a gente bate autos papos. Daqui a pouco ela vai estar me contando que vai pra faculdade, que vai casar, que tá grávida... Será que dá pra dar um pause e curtir mais um pouquinho dessa fase gostosa??

Na hora da refeição...

... nada melhor do que a independência de sentar em cadeira de gente grande e comer sozinha.